sábado, 8 de outubro de 2011

Estratégia de tratamento

Sabendo que os pacientes com TDAH têm uma hipoatividade do córtex pré-frontal, vamos ajudá-los a ativar o córtex pré-frontal com atividades produtivas.
 
1ª Estratégia - Desenvolva um foco claro:
Isso se faz através do estabelecimento de metas diárias, semanais, a curto, médio e longo prazo. Vocês lembram que o córtex pré-frontal, entre outras atividades, faz justamente isso- planeja. Se não planeja, preocupa-se. Vamos dar metas para substituir preocupações inúteis. Sento com o meu paciente e o ajudo a escrever no papel suas metas. Essas metas precisam seguir regras claras: elas necessitam ser da pessoa, ser alcançáveis, datadas, ecológicas( isto é, não podem ferir a lógica nem causar danos a si ou terceiros) e precisam possuir um programa passo-a- passo detalhado para a execução. Gosto de usar a "roda da vida"( uma ferramenta de coaching), onde avaliamos as diferentes áreas da vida da pessoa que precisam de cuidados. Isso inclui os relacionamentos, o trabalho/escola, o manejo financeiro, o autocuidado, a espiritualidade e outros.
 
2ª Estratégia - Concentrar-se no que gosta e não no que não gosta:
O cérebro não lida com o " não", por isso se você pensar no que não quer, vai consegui-lo! Pense no que quer, canalize suas energias e entusiasmo na busca de metas excitantes. Não podemos bloquear o fluxo de energia de alguém com TDAH, mas podemos canalizá-lo! Esse vai ser um grande desafio, já que a tendência neurológica de focalizar os aspectos negativos dos projetos está sempre à espreita. Mas com bastante treino, tudo se consegue.
 
3ª Estratégia - Organize-se e procure ajuda de terceiros:
Separe tempo extra, esvazie a agenda ( isso deixa tempo extra) , dê prioridade a poucos projetos, marque prazos com bastante antecedência, carregue uma agenda com no máximo seis compromissos diários distribuídos por ordem de importância, use agendas e despertadores, divida tarefas grandes em micrometas, delegue e faça as tarefas mais incômodas primeiro. Segundo Brian Tracy, um coach internacional, " coma o sapo gelado no café da manhã".
 
4ª Estratégia Pratique Neurobiofeedback e Meditação
 
5ª Estratégia -  Pare de ser o estimulante de alguém:
Fale calmamente, se começar a sair do controle, vá ao banheiro ou vá tomar um cafezinho. Use o humor para acalmar os ânimos. Seja um bom ouvinte. Quando tiver a tentação de interromper ou terminar a frase do interlocutor, conte até 10. Mesmo que tenha uma resposta pronta, peça tempo para pensar a respeito de qualquer coisa.
 
6ª Estratégia - Considere o uso de medicamento para o córtex pré-frontal.
 
7ª estratégia: Alimente o seu córtex pré-frontal com os alimentos corretos:
Invista nas proteínas(carnes magras, ovos, queijos magros, nozes , legumes, atum, frango, peixe,), suplementação de omega 3, e reduza os carboidratos.
 
8ª estratégia: Pratique Exercícios Físicos Aeróbicos:
Eles liberam neurotransmissores importantes e fazem bem ao coração e à memória!

1 Comentário:

Ciclo de Palestras disse...

Gostaríamos de convidá-lo (a) para o primeiro Ciclo de Palestras que será dirigido pela médica psiquiatra e escritora Dra Ana Beatriz Barbosa Silva que irá discutir temas atuais sobre o comportamento humano, entre eles o tdha, a hiperatividade e a desatenção.



A médica psiquiatra é referência nacional no tratamento de transtornos mentais e será protagonista de um grande evento voltado para o comportamento humano, no próximo dia 28/09, no Club Homs, na Avenida Paulista, 735, em São Paulo.




Mais informações: (11) 3791-9599 de segunda a sexta das 09:30 as 12: 30 e das 13:30 as 18:30 ou www.cpalestras.com.br

Postar um comentário

  ©Quilombo DDA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo